Educação física e cultura: Imaginário e representações sociais sobre as práticas corporais e lúdicas [Impressão sob demanda]

Educação física e cultura: Imaginário e representações sociais sobre as práticas corporais e lúdicas [Impressão sob demanda]

Jeferson José Moebus Retondar

Os estudos do Imaginário Social e das Representações buscam compreender uma determinada realidade para melhor intervir sobre ela. No caso, a realidade das práticas corporais e lúdicas no campo da Educação Física, a saber, dos jogos, dos esportes, das danças, das lutas e dos movimentos gímnicos. O imaginário não se opõe à realidade, mas é o suporte mesmo desta. As representações são os modos que justificam a fixação simbólica do sujeito no mundo. O que há de fixo em relação às representações contextualizadas no campo interdisciplinar do Imaginário Social é que tudo é provisório. A única regularidade que podemos mapear por meio das pesquisas sobre o Imaginário Social e as Representações é que elas mudam imprevisivelmente, provocando efeitos de sentido da mais alta relevância. Daí a alegria do lúdico, a dramatização teatral, o abraço amigo, o olhar de cumplicidade, a mistura entre o sagrado e o profano, a virtualização do real assumirem sentidos diversos que, ao mesmo tempo, apresentam e ocultam, revelam e escondem, apontam e negam a trama entre professor e aluno, na direção de uma interação que se constrói durante o próprio fazer. Nem antes, nem depois dela.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Educação física e cultura: Imaginário e representações sociais sobre as práticas corporais e lúdicas [Impressão sob demanda]”