EdUERJ em parceria com a Gramma Editora

O enfoque na área acadêmica e uma minuciosa atenção na escolha dos títulos a serem disponibilizados ao mercado. Estas são algumas características que marcam o perfil editorial da Editora da UERJ, assim como o da Gramma Editora, voltada principalmente para publicações nas áreas das ciências humanas. Esses pontos em comum, assim como o desejo de construir novos caminhos editorais, aproximaram as editoras. O resultado desta afinidade é o acordo de cooperação para a publicação conjunta de livros em regime de coedição, firmado entre a EdUERJ e a Gramma.

Com a parceria, alguns títulos serão publicados em coedição pelas duas editoras. As publicações, impressas e digitais, deverão ser oriundas preferencialmente de docentes do quadro da UERJ, incluindo professores substitutos e visitantes. Além disso, devem atender aos quesitos de qualidade observados pelos consultores designados pela EdUERJ e seguir os padrões de investimento definidos em consenso.

O autor que deseja ter seu livro publicado dentro dos moldes da parceria poderá apresentar seus originais para a EdUERJ ou a Gramma. A produção editorial (revisão, diagramação, produção de capa, ISBN, ficha catalográfica) poderá ficar a cargo de qualquer uma das envolvidas, dependendo do trâmite dos projetos. A escolha de títulos, o número de livros a serem contemplados pela parceria e o tamanho das tiragens serão decididos de comum acordo.

Um aspecto da parceria a se ressaltar é a visibilidade. Os livros serão vendidos no site das duas editoras e serão divulgados em suas respectivas plataformas digitais. Outra novidade é que a Gramma poderá comercializar, em seu site, títulos da EdUERJ que não sejam alvo da parceria, respeitando valores acordados com os autores e a editora de origem.

Os primeiros livros a serem publicados pela parceria são “O pensamento social no Brasil”, de Luiz Antonio de Castro Rocha, e “Do simbólico ao virtual”, de Jorge Lúcio de Campos. A previsão é que os títulos sejam lançados no segundo semestre de 2017. Trata-se de uma iniciativa que valoriza as editoras e o público, e configura novas possibilidades para a produção científica nacional, em especial, a da UERJ.

 

Deixe uma resposta