Livro da EdUERJ analisa a Unasul e o capitalismo brasileiro

A primeira década do século XXI, marcada pela ascensão de forças progressistas em diversos países da América do Sul, inspirou políticas que visavam a fortalecer os laços continentais, de modo a diminuir desigualdades e limitar a influência econômica dos EUA.

Este período é o objeto de estudo de Tiago Nery em  “A política externa brasileira e a Unasul: Geopolítica e expansão do capitalismo brasileiro na América do Sul”, lançamento da EdUERJ. A publicação analisa a tensão entre política e a economia no campo das relações internacionais, observando a forma como o Brasil interagia com os demais países sul-americanos.

Nesse contexto, foi vital a criação da União de Nações Sul-Americanas (Unasul ), representando o intuito de consolidar a identidade sul-americana, historicamente fragilizada pela presença geopolítica e econômica dos EUA. Evidenciava-se assim o objetivo de criar um espaço institucional comum, capaz de superar os modelos comerciais e políticos distintos praticados entre os países do grupo.

O livro tem o mérito de estudar a Unasul, procurando entender como a iniciativa acabou por mostrar-se estratégica para o desenvolvimento econômico do Brasil, ainda que nem sempre esse protagonismo fosse visto com bons olhos por países do bloco. Para vencer resistências, o fator diplomático mostrou-se importante: colaborava o fato de o governo da época (do PT) não utilizar métodos coercitivos ou impor condições assimétricas aos seus parceiros.

Pela pertinência do tema, o livro da EdUERJ é uma leitura convidativa àqueles que procuram bibliografia sobre a América Latina ou paradigmas que sirvam a uma reflexão sobre o cenário político atual.

O livro está disponível para download no link abaixo:

https://eduerj.com/?product=a-politica-externa-brasileira-e-a-unasul-geopolitica-e-expansao-do-capitalismo-brasileiro-na-america-do-sulalimentacao-e-nutricao-na-atencao-basica-reflexoes-cotidianas-e-contribuicoes-para-praticas

Deixe uma resposta