EdUERJ completa publicação de livros vencedores de edital

A EdUERJ completou o processo de publicação dos sete livros contemplados com o custeio pela Primeira Chamada para Submissão de originais da EdUERJ, promovida em 2020. O lançamento do edital ocorreu em junho do ano passado e o resultado da premiação saiu em outubro. Os títulos foram publicados todos no decorrer de 2021.

A Primeira Chamada para Submissão de Originais, promovida pela EdUERJ em junho de 2020, recebeu mais de 60 propostas em diversas áreas do conhecimento e contou com a colaboração de mais de 126 pareceristas, que realizaram a avaliação dos originais, garantindo assim qualidade das publicações.

Confira os títulos publicados, todos disponíveis no site da EdUERJ:

A construção artesanal do fazer clínico na psicologia: percursos, fios e desafios de tornar-se terapeuta, de Laura Cristina de Toledo Quadros

Investiga as vivências, desafios e as questões que remetem à construção do fazer clínico na área da psicologia, ressaltando o aspecto artesanal da prática.

A geração da distopia: representações da angolanidade na prosa contemporânea de Luandino Vieira, Pepetela e João Melo, de Marcelo Brandão Mattos

Analisa a proposta literária dos escritores contemporâneos de Angola, caracterizada pela distopia, e como lidam com as implicações identitárias.

A dramaturgia do ator e a poética do real: um estudo do teatro documentário no Amok Teatro e no Théâtre du Soleil, de Andréa Stelzer

Examina a interpretação da realidade pelo teatro e as possibilidades do teatro documentário como dispositivo de experiência para ator e espectador.

Crimes, realidades e ficções: a representação do criminoso na literatura e na imprensa oitocentista, de Andreia Alves Monteiro de Castro.

Com enfoque na sociedade portuguesa, aborda as representações literárias e jornalísticas relativas à área criminal a partir da segunda metade do século XIX.

Futebol e mundos do trabalho no Brasil, organizado por Bernardo Buarque de Hollanda e Paulo Fontes

Reúne artigos assinados por historiadores, sociólogos e antropólogos, destacando a dinâmica histórica, política e pública do futebol no Brasil.

“Mães do Crack”: a produção de uma anormalidade, de Zélia Freire Caldeira

Estuda a lógica das políticas públicas relacionadas às práticas de cuidados de gestantes usuárias de crack e em situação de rua no Rio de janeiro.

O idealismo hegeliano e o materialismo marxista: demarcações questionadas, dePedro Geraldo Aparecido Novelli

Propõe a análise de Marx e Hegel, sob a perspectiva de que formam uma relação de completude em seus esforços para explicar a realidade humana.

Os livros todos podem ser adquiridos em versão impressa, e, em alguns casos, também há a versão digital. Para encontrar esses títulos, acesse o nosso site:

www.eduerj.com

Deixe uma resposta